Agende a sua Consulta Presencial ou por Telemedicina

Fraturas do ombro

Imobilização de ombro fraturado

A fratura do ombro pode ocorrer em um dos três ossos que compõem a articulação: braço, clavícula e omoplata.

Sintomas da fratura no ombro

A fratura do úmero provoca:

  • Hematoma no braço e no toráx do lado do braço ferido;
  • Dor no ombro;
  • Rigidez e restrição de movimento do braço;
  • Inchaço do braço e ombro;
  • A fratura do ombro direito é mais debilitante para o paciente, mas se ele é canhoto cria menos problemas;
  • Em caso de fratura com luxação do ombro, o braço aparece deformado e deslocado para baixo, enquanto o acrômio (parte externa da escápula) se projeta para o exterior.

Tratamento não-cirúrgico para fraturas do ombro

Se a fratura é composta, só serve uma órtese ou um curativo para manter o cotovelo no lugar durante o processo de cicatrização. O médico deve verificar a cura da fratura e o paciente deve retornar no hospital regulamente para repetir a radiografia.

Se nenhum dos fragmentos do osso se desloca depois de 2/4 semanas, o médico permite ao paciente de começar a mover suavemente o braço. Podem ser necessárias algumas sessões de fisioterapia.

O paciente não pode levantar objetos com o braço quebrado por algumas semanas. A abordagem não-cirúrgica de uma fratura do úmero distal pode exigir um longo período de imobilização ou gesso.

O cotovelo pode se tornar muito rígido e precisa de um longo período de reabilitação para recuperar o movimento, após ter removido o gesso. Se os fragmentos são deslocados de sua posição natural, o paciente pode precisar de cirurgia para realinhar e soldar os ossos.

Tratamento cirúrgico para fraturas do ombro

A cirurgia para uma fratura do úmero distal (perto do cotovelo) prevê a colocação dos fragmentos de osso fraturado no ponto onde deveria estar. As próteses metálicas, como as placas e parafusos são utilizados para manter unidos os fragmentos enquanto se forma o calo ósseo (o osso cicatriza).

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Ficou alguma dúvida?

Telemedicina para Ortopedia

Envie sua mensagem